Categorias
Direito

Giuristi del Lavoro de Umberto Romagnoli

O texto abaixo não é um artigo original, mas uma tradução feita pelo autor deste blog de um artigo escrito por

Umberto Romagnoli, como se antecipou no blog irmão Ciudad Nativa, acaba de publicar um livro no qual faz um percurso pela teoria jurídica juslaboralista italiana e suas implicações em termos de política do Direito. O nome da obra é Giuristi del Lavoro. Percorsi italiani di politica del diritto. O mestre estréia também editora. Não é a clássica bolonhesa Il Mulino, mas a bem cuidada Donzelli editore, de Roma, da qual se falará futuramente, uma vez que acaba de publicar os Diarios de guerra de Bruno Trentin. A obra de Romagnoli foi recebida com extremo interesse em Parapanda, onde se sabia que ra um projeto bastante elaborado que por fim vem a lume. Adiante se acrescenta um pequeno resumo do conteúdo da obra, como se fosse a sua informação de capa.

Juristas del Trabajo

Umberto Romagnoli
Umberto Romagnoli
Umberto Romagnoli reconstrói nestes livro o itinerário do Direito do Trabalho na história recente da Itália desde a época liberal até os vinte anos de fascismo e o regime republicano instaurado pela Constituição de 1947. Dividido em duas partes, na primeira se expõe o que ocorreu de produção teórica italiana em termos de política  de Direito. Na segunda parte apresenta três juristas de prestígio que na Itália aportaram elementos decisivos à construção  e afirmação do Direito do Trabalho: Ludovico Barassi, Francesco Carnelutti, Luigi Mengoni. Através deles examina um tipo de construção teórica que se insere em um discurso mais amplo da evolução e desenvolvimento do sistema italiano de relações sindicais e laborais. Ao longo de todo o texto se obtém um quadro composto de transições inacabadas e desencantos precoces. É surpreeendentes que um instrumento de grande força reformista, como a Constituição Republicana Italiana haja sofrido, no campo de la tutela dos direitos dos trabalhadores uma larga fase de contrastes antes de se poder afirmar como instrumento realmente transformador . Para se garantir sua sobrevivência a República, “fundada sobre o trabalho”, teve que aceitar que, por um período não curto, a Constituição estivera latente à espera que amadurecessem as condições favoráveis ao desfraldamento dos preceitos de importância estratégica: a organização sindical é livre e a greve um direito. As páginas finais do livro abrem a janela ao futuro, porque se podem vislumbrar as linhas mestras de um sistema normativo caracterizado por uma sólida ligação com os princípios da constituição republicana. Um sistema mais complexo não apenas do que aquele no qual a teoria tradicional de Direito Privado se ligou, mas também no qual se desejam correntes de pensamento subordinada à economia de mercado.
Categorias
Direito

Yahoo!Posts: Relatório final.

Tenho que confessar que depois de ter feito uma viagem “bate e volta” de Porto Alegre para São Paulo em seguimento ao final de semana dando aulas em Torres (cerca de 200 km de Porto Alegre) fiquei  um pouco cansado, motivo que me levou a aproveitar o dia de segunda-feira (em que ainda estou de férias do trabalho na Vara) para descansar.

No decorrer do dia, contudo, pude ter uma série de feedbacks em relação aos dois posts ao vivo do evento de lançamento em São Paulo, o que me levou a ter até mais material para o artigo.

A idéia do Yahoo! em relação ao projeto é compará-lo a uma partida de futebol. Por isso o material promocional foi, basicamente, uma bolsa para chuteiras nas cores e com a marca do Yahoo!, que foi enviada pelos correios para alguns dos blogueiros do projeto (infelizmente isso coincidiu com a greve dos Correios, o que meio que melou o esquema), bem como no estádio, à disposição de todos, camisetas personalizadas com o nome do editor e do Blog, com número e tudo, o meu é o 59.

A tática do “jogo” consiste no seguinte: os 100 (aproximadamente) blogueiros produzirem o seu material, que será analisado e classificado pelos quatro editores Nick Ellis, Alexandre Inagaki, Gilberto “Knutts” Soares e Edney Souza e publicado pelo Pedro Jansen, que é o responsável principal pelo projeto, na página do Yahoo!Posts, disponibilizando-o aos seus milhões de leitores.

É uma parceria extremamente proveitosa para ambas as partes, na medida em que o Yahoo! passa a contar com a colaboração e conteúdo de blogueiros já consagrados que são os responsáveis por uma grande quantidade de conteúdo original da Internet brasileira, enquanto os blogueiros têm mais um canal para o acesso a leitores.

O evento, após a apresentação dos membros da direção do Yahoo!, editores e blogueiros presentes, culminou no gramado do estádio do Pacaembu, com direito a foto em formação (um time com mais de 100 jogadores, tem algumas peculiaridades para ser fotografado) e a seguir pudemos aproveitar para curtir a sensação de estar em um gramado de um grande estádio de futebol.

Abaixo uma seqüencia de fotos que tirei enquanto percorria o túnel até o gramado.

Yahoo!Posts túnel do Pacaembu
Yahoo!Posts entrada do time no Estádio do Pacaembú
Yahoo!Posts vista que o jogador tem ao sair do túnel do Pacaembu
Yahoo!Posts vista que o jogador tem ao sair do túnel do Pacaembu

Terminada a visita ao gramado, ainda para autenticar a sensação de se ter jogado uma partida de futebol, uma equipe de massoterapeutas aguardava os “jogadores”. Finalmente os blogueiros puderam se reunir para conversar um pouco sobre a sua atividade, em um misto de coquetel com almoço, com direito, inclusive, a feijão servido em pequenas xícaras, além de muita bebida roxa, para assinalar a cor eleita pelo Yahoo! para ilustrar a sua marca no Yahoo!Posts – nada de álcool.

Pude conhecer pessoalmente diversos dos blogueiros que já acompanho há tempo através dos FEEDs como o Jonny, do podcast Decodificando, o Fernando Pulga, do Crônica Net e Danilo, do Autozine, além de um sem-número de outros que, infelizmente, não recordo.

Uma situação jocosa ocorreu com o Rodrigo, do A Nova Corja, aproximei-me dele e disse que o Políbio Braga estava à sua procura. Não sei se eu aparentei estar muito sério ou o quê, mas depois disso não vi mais o garoto. Vai aí o recado: “Oh Rodrigo, desculpaí! Foi mal!”

Como gaúchos no time, além de mim e do Rodrigo, estão as meninas do Diva Diz, que eu já havia conhecido em Porto Alegre durante um Cevas e Blogs.

Agora há pouco fiquei sabendo que o Alexandre de Souza, do Diário de Um Policial Militar, também está no projeto, embora não tenho podido comparecer no evento de inauguração. Assim eu não fico sozinho na categoria de “blogs de servidores públicos”.

Eu, no Estadio do Pacaembu, com a camiseta 59 do Yahoo!Posts

Atualização: Quem me contatou primeiro para o projeto foi o Ian Black. Ele é coordenador de planejamento tático e relacionamento online da LiveAD, que é a agência de comunicação do Yahoo! Brasil. Isso tudo eu apreendi agora, através do seu blog que, além do mais, tem a lista completa dos blogueiros envolvidos e uma pequena biografia dos personagens mais importantes. Valeu Ian!

Categorias
Direito

FEEDs: mais de quinhentos assinantes!

Montevideo

Imagem via Wikipedia

Não posso deixar sem registro o fato que hoje constatei de o Direito e Trabalho ter ultrapassado a barreira dos 500 assinantes de FEED. Ainda esses dias, segundo os índices mais otimistas do FEEDBURNER, o número de assinantes era de 497. Acreditava que os 500 demorariam um pouco, principalmente considerando os critérios meio obscuros para a apuração do número de assinantes e as suas às vezes vertiginosas oscilações em curtos períodos de tempo.

No entanto justamente pelas vertiginosas oscilações, creio que o número é fiel e por isso comemoro. Os leitores via FEED muitas vezes são desprezados por muitos editores, principalmente sob a falsa impressão de que por lerem em seus agregadores, os leitores não freqüentam as páginas e, por isso, não contabilizam visitas e, principalmente, não se sujeitam às publicidades expostas nos sites, via de regra responsáveis pela sua manutenção.

Contudo eu tive sorte de, tão logo ter começado a blogar, ter tido contato com o Blog do Rafael Arcanjo, que já então fazia campanha pela disponibilização dos FEEDs completos. Atualmente posso garantir com certeza que ao escrever meus artigos meus pensamentos são muito mais voltados aos meus assinantes, do que aos leitores eventuais.

Para quem não sabe o que são FEEDs recomendo a leitura do texto da Lu Monte, que é bastante esclarecedor, e cujo FEED também merece ser assinado.

A imagem acima é de Montevidéu que não tem absolutamente nada a ver com o texto, mas que, por ter achado muito bonita, resolvi incluir.

Zemanta Pixie