home Opinião A estranha relação do Chile com a corrupção. Ou o filho da presidenta.

A estranha relação do Chile com a corrupção. Ou o filho da presidenta.

Não apenas Velho Mundo e Estados Unidos têm bons exemplos de reação à corrupção. Há algum tempo um amigo meu chileno, como que a tentar me consolar com a escalada de corrupção brasileira, me confidenciou que em seu país também havia um sério escândalo envolvendo a cúpula do governo.

Por lá o que aconteceu foi que o “primeiro filho”, que exercia a função de assessor presidencial e fazia as vezes de primeira dama, obteve um empréstimo de 10 milhões de dólares sem renda que o justificasse e os usou para comprar terrenos a seguir vendidos com um lucro de US$ 5 milhões.

Ao contrário daqui, onde filhos de chefes do Executivo e até mesmo do Judiciário, ficam ricos da noite para o dia como que por encanto, lá o bicho pegou e apesar do dinheiro envolvido não passar de troco perto dos valores que circulam em malas e até em cuecas por aqui, a principal aliada de Bachelet, a presidente do Senado, Isabel Allende, filha do ex-presidente Salvador Allende, se manifestou com um lacônico “Que a Justiça faça seu trabalho, não importa quem seja o envolvido”.

Ninguém ameaçou o Ministério Público ou tentou impedir o juiz do caso.

A própria Bachelet, sem querer passar a mão na cabeça do filho rebelde simplesmente disse:  “Para mim, como mãe e como presidente, (estes) têm sido momentos dolorosos”.

Pois é temos ainda muito que aprender em relação ao combate à corrupção.

URL curta para esse artigo: https://wp.me/pVtgW-1Jz
TAGS:

Jorge Alberto Araujo

Jorge Alberto Araujo é Juiz do Trabalho e master em Teoria da Argumentação Jurídica pela Universidade de Alicante, Espanha. Titular da 5a Vara do Trabalho de Porto Alegre/RS.

Um comentário em “A estranha relação do Chile com a corrupção. Ou o filho da presidenta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: