Minha carteira está em aberto… o que eu faço?

Com freqüência tenho recebido perguntas dos leitores acerca de estarem com o seu antigo contrato de trabalho em aberto e as conseqüências daí advindas.

Aliás, inclusive na sala de audiências, é comum que o trabalhador solicite que “seja dada baixa na sua CTPS”, normalmente em virtude de estar tendo dificuldades em obter um novo emprego, por estar com o contrato “em aberto”, ou ainda por ter negado o benefício do seguro-desemprego.

Esta situação costuma ocorrer em situações de falência da empresa.

Em primeiro lugar é importante esclarecer que não há qualquer empecilho a que se contrate um trabalhador que se encontra com o registro de seu contrato anterior sem registro de baixa.

Ademais é uma situação desconfortável para o trabalhador.

Nestes casos o trabalhador deverá comparecer perante uma Delegacia Regional do Trabalho. Ali o servidor responsável o ouvirá e encaminhará a solução de seu problema.

O trabalhador pode também procurar o sindicato de sua categoria ou um advogado trabalhista que poderá, através de entrevista, identificar outros haveres trabalhistas insatisfeitos e requerê-los todos em uma ação única na Justiça do Trabalho.

URL curta para esse artigo: http://direi.to/GDPQE

49 Respostas para "Minha carteira está em aberto… o que eu faço?"

  1. allan ramos  3 de julho de 2015 às 18:15

    sou funcionário do estaleiro eisa emniteroi que acabou de colocar todos os trabalhadores em casa ate a segunda ordem não quero aguardar por mas noticias e gostaria desde já a correr atrás de outro emprego sendo que minha carteira continua em aberto nem. como o pagamento seria nesse quinto dia útil também não sabemos se o mesmo sera depositado quais seriam minhas mediadas a serem tomadas.

    Responder
  2. Jovenil  28 de maio de 2015 às 19:58

    Por favor me oriente, a empresa a qual eu trabalho esta em concordata desde 2009, à três meses ela mandou que todos os trabalhadores ficassem em casa e que o pagamento seria efetuado normalmente, só que ela vem pagando em atraso e neste mês efetuou apenas 50% do salário, sem previsão para o restante. Foi feito uma reunião no sindicato e eles afirmaram que realmente não há previsão e que a empresa esta a ponto de decretar falência, (a empresa do setor sucroalcooleiro).
    O FGTS está muito atrasado. Já recebi propostas de outras empresas mas quando falo que a carteira ainda esta com registro em outra firma eles não aceitam.
    Por favor me diga o que pode ser feito.

    Responder

Deixe uma resposta

Seuemail não será exibido.