Um anúncio que termina com a advertência de que a AIDS é uma arma de extermínio de massas está provocando polêmica por trazer um sósia de Adolf Hitler fazendo sexo, conforme noticia o G1.

A controvérsia, que já fez com que o vídeo fosse excluído do YouTube, decorreria do fato de que a vinculação da imagem do criminoso nazista seria um desrespeito às suas vítimas e estigmatizaria os doentes de AIDS.

Francamente acho que esta onde de politicamente correto já está indo longe demais, tolhendo muito da liberdade de expressão de verdadeiros artistas, como são os publicitários responsáveis por cenas provocantes como esta. Que, ademais, traz uma mensagem muito mais marcante do que uma palestra de várias horas acerca dos perigos da doença e da necessidade de se fazer sexo seguro.

Isso lembra um pouco, resguardadas as devidas proporções, a também polêmcia em relação ao anúncio rejeitado pela WWF em que se comparavam em números as vítimas dos atentados do World Trade Center de 2001 ao número das vítimas fatais dos Tsunamis de 2005 .

Photobucket

Com a palavra os leitores – por favor deixem suas impressões abaixo.

URL curta para esse artigo: https://wp.me/pVtgW-Al

Publicado por Jorge Alberto Araujo

Jorge Alberto Araujo é Juiz do Trabalho e master em Teoria da Argumentação Jurídica pela Universidade de Alicante, Espanha. Titular da 5a Vara do Trabalho de Porto Alegre/RS.

Participe da discussão

1 comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: