Manifestantes em passeata na 18 de Julho.

Uma versão DeT de “eu repórter”.
Ontem recebi a informação de que não haveria aulas em virtude de uma paralisação programada para as 17h de hoje – sexta-feira – dos transportes coletivos.
Agora, além da paralisação programada, encontro, ainda, uma outra dos comerciários por reajuste salarial.
O Uruguai é um país em que os movimentos sociais, em especial sindical, se encontram bastante desenvolvidos.
Assim é extremamente comum vermos nas ruas cartazes de protestos, reivindicando não só reajustes salarias, mas também melhores condições, o que no Brasil já não é tão comum.
Isso tudo sem que o país tenha ainda ratificado a Convenção 158 da OIT, o que, no entanto, se encontra em procedimento.
Tenho recolhido com meu celular muitas imagens das manifestações sindicais uruguaias e pretendo futuramente divulgá-las.

URL curta para esse artigo: https://wp.me/pVtgW-jX

Publicado por Jorge Alberto Araujo

Jorge Alberto Araujo é Juiz do Trabalho e master em Teoria da Argumentação Jurídica pela Universidade de Alicante, Espanha. Titular da 5a Vara do Trabalho de Porto Alegre/RS.

Participe da discussão

1 comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: