Categorias
Direito

Entre geladeiras e pingüins

An 1890s advertisement showing model Hilda Cla...Image via Wikipedia

Na semana que se passou se criou um rebuliço na Blogosfera Brazuca. Um grupo de blogueiros conhecidos e sortudos foi agraciado com uma geladeira bacanérrima que a Coca-Cola enviou para eles como forma de divulgar seu novo produto, o Isotônico i9.

Despeitados, os autores do BlueBus publicaram a notícia denominando de “blogs-de-aluguel” aqueles cujos autores receberam o mimo, o que foi de imediato rechaçado pela blogosfera brasileira considerada pelo Global Voices, que repercutiu a história, extremamente sensível.

Eu pessoalmente não concordo com o rótulo de blogueiros de aluguel, principalmente pelo fato de que, ao que se pode apreender, os presenteados não foram sequer consultados antes de receber o brinde, sendo, portanto, as suas manifestações inteiramente espontâneas.

Aluguel, para quem desconhece, é um contrato bilateral em que uma das partes cede à outra o uso e gozo de um bem infungível (que não pode ser substituído) móvel ou imóvel, também denominado de locação. Assim “blogs de aluguel” seriam espaços colocados à disposição para que terceiros, mediante pagamento, o utilizassem da forma que lhe aprouvesse, mediante o pagamento do preço.

No entanto como precisão vocabular não é uma questão tão importante quanto não aceitar presentes de estranhos o BlueBus se sentiu à vontade para cunhar esta expressão, notoriamente injuriosa.

Por isso acho que é mais do que justo o manifesto firmado por uma lista de blogueiros de peso e que eu não tenho dúvidas de endossar.

Contudo também é verdade que a controvérsia toda serviu, principalmente, para reavivar o combalido BlueBus, que, pelo que se pode ver de sites de comparação de tráfego como o Alexa ou o Google Trends, tem audiência muito menos relevante que uma grande quantidade dos blogs atacados.

Por isso acredito que não há muito mais a ser dito, salvo que se queira aumentar ainda mais o tráfego para o site.

Dentre, contudo, as críticas irônicas, quero fazer um especial destaque ao da Liliana, que, lixando-se para a geladeirinha USB, postou no seu blog a sua geladeira, no que foi seguida pelo Jânio Sarmento, que também fotografou a sua.

O bacana da geladeira da Liliana, e nela eu quero me focar, é que ela tem um pingüim. O que me desperta duas nostalgias. Uma atual e outra futura.

A atual diz respeito ao Kid Abelha, banda do tempo da minha adolescência (anos oitenta), e que cantava:

Amor por retribuição
Você só pode estar de brincadeira
Pingüins em cima de geladeiras
Valem tanto quanto um beijo por compaixão

A nostalgia futura diz respeito ao trema do pingüim. Ele está para acabar. Dentro em breve eu passarei a escrever algumas palavras erradas, por incluir o trema onde ele não mais exista, por colocar acentos em ditongos abertos…

…além de ser do tempo da TV em preto-e-branco, do telefone fixo, da máquina de escrever, do Cruzeiro, vou ser, ainda, do tempo do trema. O que é mais um indício de que, não apenas velho… estou ficando de outra época…

Zemanta Pixie

Por Jorge Alberto Araujo

Jorge Alberto Araujo é Juiz do Trabalho e master em Teoria da Argumentação Jurídica pela Universidade de Alicante, Espanha. Titular da 5a Vara do Trabalho de Porto Alegre/RS.

1 resposta em “Entre geladeiras e pingüins”

1. Penso que toda iniciativa voltada para a divulgação dos Blogs é bem vinda, visto que, os blogs, a meu ver serão no futuro próximo o palanque das discussões das grandes questões que permeiam a história da humanidade no espaço /tempo, onde a argamassa do pensamento humano será problematizada de forma abusiva, intensiva, contínua, dentro de parâmetros, muitas vezes diametralmente opostos, para um mesmo foco. Entendo que essa visão de futuro é por demais oportuna, pois o filtro ideológico de cada ser humano com certeza ficará mais aprimorado e a epistemologia genética da humanidade mais elastecida. Porém se existe grandes marcas do capitalismo interessada em divulgar seu produto, entendo como um ato positivo e Louvável, pois a internet deve atender a todos os segmentos da sociedade, o direito de todos de expressar suas opiniões, sugestões, comentários é tão somente a expressão da liberdade plena. Não vejo por que a resistência, pois os blogueiros serão sempre maioria, não uma maioria simples, não uma maioria aritmética, mas uma maioria atuante, combativa, atuante, mas com certeza uma maioria democrática. Assim compreendo que devemos primeiro “esperar as águas baterem para que todos nós possamos estudar as espumas”
Luiz Domingos de Luna, Mestre de Ordem, Ordem Santa Cruz-Penitentes-forania de Aurora ceará aos 21 dias do mês de Julho,2008

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.