Início Direito Grandes Sistemas do Direito Ficcional

Grandes Sistemas do Direito Ficcional

210
4

O Carlos Cardoso, que escreve – e muito bem – sobre absolutamente quase tudo, dia desses, sem querer, me deu uma idéia genial.

Foi em um artigo meu, sobre um artigo dele, acerca da reprivatização reestatização da Vale. Lá pelas tantas, para fazer valer sua argumentação, Cardoso faz referência ao Tribunal Cardassiano, de Star Trek, que, conforme ele, apenas servia para estabelecer a pena, uma vez que partia do pressuposto de que o acusado era culpado.

Aí eu lembrei que há muito tempo eu já pensara em escrever algo (na época o mundo era mais analógico e a idéia seria algo parecido com um livro) sobre os Grandes Sistemas do Direito Ficcional.

O título já seria uma referência a uma obra clássica, de René David, Os Grandes Sistemas do Direito Contemporâneo, e o conteúdo teria o propósito de classificar os sistemas estabelecidos em obras ficcionais de referência, como o próprio StarTrek, dentre outras obras pop.

Também me recorda, um pouco, a obra de Mangel e Guadalupi, Dicionário de Lugares Imaginários.

Neste quadro em breve passaremos a contar com uma nova tag no nosso blog, especialmente voltada a este aprofundado estudo sobre algo que não existiu, visando clarear algo que há, mas que muitas vezes temos dificuldade inclusive de apreender, que seja: o nosso próprio sistema jurídico.

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.