Eu na Zero Hora

    397
    10

    Eu já escrevi aqui coisas muito mais interessantes e, no meu entender, muito mais polêmicas. No entanto o que atraiu o interesse da Zero Hora para o meu blog foi, pasmem, um esclarecimento sobre um email corrente.

    O artigo foi aquele sobre o babaca de Porto Alegre, no qual eu esclareço que um email, falsamente atribuído a uma professora universitária conhecida, não é de sua autoria, e rendeu uma página inteira na Zero Hora do último domingo (reprodução abaixo).

    Interessante é que, ao contrário de mim, a Zero Hora, embora tenha referido que deu uma olhada no meu blog, não informa o seu endereço, coisas da mídia tradicional…

    Texto ZH01
    Texto ZH02

    Atualização: Fui contatado ontem (05/12) por Franciele do Jornal Zero Hora. O contato se deu em virtude da Pesquisa de Precisão Jornalística através da qual a empresa busca verificar perante as suas fontes se o conteúdo publicado correspondeu à informação prestada. Achei a situação muito interessante a aproveitei para reclamar da ausência do link, o que foi devidamente registrado.

    10 COMENTÁRIOS

    1. A questao eh a seguinte: houve uma agressao, houve a fotografia e houve a queixa na delegacia. Nao se sabem as razoes pelo qual o nome e o telefone de uma professora foi inserido nesta mensagem.
      Nao eh de se admirar que a meteria de ZH tenha focado a autoria, o engano do blogueiro e deixado de lado o fato provocador da confusao. Eh preciso “aliviar” a agressao de uma juventude bem nascida e mal-educada. Segundo ZH, crime de agressao soh eh cometido pelos movimentos sociais…

    2. Olá Jorge,

      Cheguei a teu blog graças à matéria na Zero Hora. Apesar deles não mostrarem o link de teu blog, cheguei até ele via Google. 😉
      A mídia tradicional é assim mesmo … mostra as coisas menos importantes e o mais interessante, deixam de lado …

      Um abraço,

      Carla Beatriz

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.