Início Direito Autêntico x legítimo.

Autêntico x legítimo.

400
1

autêntico

Muitas vezes confundimos as expressões autêntico e legítimo, em especial sob o ponto-de-vista jurídico.

Legítimo tem relação com a lei. Ou seja algo apenas será legítimo se estiver “de acordo” com a lei vigente. Por isso os filhos “naturais”, anteriormente à Constituição de 1988 eram tidos por ilegítimos. Isso porque a nossa legislação não concedia os mesmos direitos aos filhos havidos fora da constância do casamento.

Autêntico, por seu turno, tem a ver com a autoria. Por isso chamamos “autenticar” o reconhecimento de que uma assinatura pertence a uma determinada pessoa.

Em relação a produtos podemos ter produtos que sejam legítimos, mas não sejam autênticos, por exemplo quando se trata de um produto, por exemplo um remédio, que tem o mesmo princípio ativo de um reconhecido no mercado, como Aspirina e ácido acetilsalicílico. Ou produtos que sejam autênticos sem ser legítimos, o que seria o caso de drogas irregularmente importadas para o país sem a certificação da ANVISA.

1 COMENTÁRIO

  1. It’s a pity you don’t have a donate button! I’d without a doubt donate to this superb blog!
    I guess for now i’ll settle for bookmarking and adding your
    RSS feed to my Google account. I look forward to new updates and will share this site with my Facebook group.
    Chat soon!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.