Início Direito A Ética dos Blogs

A Ética dos Blogs

13
5

eticaanicomacoO fato de eu mesmo apresentar anúncios no meu blog, embora eu não possa me considerar, nem tenha ambição de ser, um problogger tem, dentre outros objetivos, me equiparar a qualquer outro blogueiro.

Assim fico um pouco constrangido quando se referem a mim, em blogs, como excelentíssimo ou meretíssimo, uma vez que as minhas opiniões como blogueiro não são mais excelentes ou meritórias que a de qualquer outro dos demais integrantes da Blogosfera.

Assim a crítica que me fez a Juliana ao comentário que fiz no Tecnocracia do meu amigo Manoel está inteiramente inserida no jogo.

Nossa que pensamento tacanho hein Jorge. Se o blog aderiu a campanha colocando o selo, é problema dele. Dane-se se a Oi ta envolvida ou não. Só por causa disso foram prostituídos?! Se você tivesse um blog com audiência suficiente para ganhar uns trocados vc tb se “prostituiria”. Essa mentalidade brasileira de que pobre é que presta me deixa enojada.

Mas isso não significa que ela esteja certa.

O que eu asseverei naquele momento apenas dizia respeito, como bem apreenderam tanto o próprio Manoel como o Khaoz, a um dilema ético que já ocupou os blogueiros e que seria muito interessante que permanecesse: a questão de não se vender à mídia. Não que não se deva ganhar dinheiro com anúncios ou vender espaço no seu blog, o que é muito diferente.

Todavia afirmar falsamente uma situação, apenas para induzir que as pessoas adquiram um produto, ou, no caso em destaque, adiram a uma campanha, não me parece correto.

5 COMENTÁRIOS

  1. Quando uma frase de efeito é dita ela passa a ser repetida fora de seu contexto e sentido.

    Esse caso que você cita demonstra bem isso, todos os “probloggers” ficam repetindo que não é feio querer dinheiro, monetizar um blog e etc. porém não avaliam o contexto em que estão dizendo.

    Não é algo privativo da blogosfesra, mas sim algo que ocorre em qualquer meio.

  2. Plenamente de acordo, Jorge.

    O fato que eu questionei no artigo foi justamente participar de uma campanha, intencionalmente e não avisar isso aos leitores/visitantes. Uma simples palavra “Publicidade” antecedendo o tal “selo” já indicaria.

    Isso me lembra a tal campanha do novo carro-meteoro, anunciado em portais brasileiros, que mesmo contendo a palavra “publicidade”, atraiu a ira de diversos profissionais e blogueiros que criticaram duramente a campanha. Isso não seria igual?

    Abraço

Por favor me conte um caso que você viveu relacionado a este tema.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.