Categorias
Direito

Você usa I-Phone? Então é responsável por isso…

Não dá para rejeitar a relação causa e conseqüência. Baixo preço de produção corresponde, muitas vezes, a péssimas condições de trabalho. Agora é a produção do I-Phone e o vazamento de um protótipo que estão causando uma onda de suicídios em uma empresa da China, encarregada da produção do aparelho telefônico da Maçã.

Independentemente de os próprios consumidores vincularem a marca ao cometimento de ilícitos trabalhistas, como no caso da Nike, nunca é bom se saber que uma empresa que tem uma história tão marcante, se permita a veicular a sua marca a coisas como estas.

A imagem decorre de uma sugestão do @Cardoso e não estava com créditos na página original.

Categorias
Direito

Trabalho da criança e do adolescente: concessão de alvará.

No dia 28 de maio haverá na Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 4ª Região, AMATRA IV, um Sarau Cultural em que se debaterá as hipóteses e competência para a concessão de alvará para o trabalho infantil e de adolescentes. A legislação trabalhista proíbe, mas há situações em que se impõe uma exceção, como é o caso de artistas de teatro e TV ou mesmo modelos e manequins. Os limites desta atividade e as hipóteses de sua concessão merecem ser amplamente debatidos, até mesmo porque há normas internacionais, inclusive, que buscam evitar que as crianças troquem a sua infância pelo exercício de uma atividade produtiva, com prejuízos às vezes incomensuráveis à sua formação psicológica ou até mesmo física.

Categorias
Direito

Trabalho infantil na colheita da laranja em São Paulo

É lamentável que no século XXI ainda se tenham notícias como estas para comentar no Brasil. Em um estado desenvolvido como São Paulo, em uma atividade altamente lucrativa como a cultura da laranja, destinada principalmente à exportação.

Entretanto ainda assim o Ministério do Trabalho e Emprego, através de sua fiscalização, identificou o trabalho infantil em oito propriedades no interior daquele Estado, nas cidades de Engenheiro Coelho, Cosmópolis e municípios vizinhos, consoante dá conta a Folha Online.

Não bastasse este ilícito, já bastante grave, ainda os trabalhadores infantis eram logrados no peso do produto, pois recebiam o valor correspondente a 27 kg de laranjas pelo saco cheio, cujo peso bruto correto era de 32 kg.