Categorias
Geral

Os Miseráveis no cinema.

Ontem assisti a versão cinematográfica d’Os Miseráveis. Fiquei bastante impressionado com o filme e um pouco envergonhado por, embora já tenha assistido também o Musical, aqui mesmo no Brasil, ainda não tenha lido o livro.

Uma das coisas que mais impressiona na obra de Vitor Hugo é que Os Miseráveis não possui um autêntico vilão, senão o próprio Estado e uma legislação criminal demasiado severa e uma legislação trabalhista ainda inexistente.

Jean Valjean e Javert são, em verdade, duas vítimas desta lei. O primeiro por, sendo pobre, ter sofrido uma severa condenação – cinco anos pelo roubo de um pão para alimentar o sobrinho faminto, agravado até 19 por sucessivas tentativas de fuga – além de uma pena perpétua ao ser documentado como perigoso e, portanto, sem conseguir, em uma França assolada pela miséria, trabalhar dignamente.

Javert, por sua vez, é atormentado pelo cumprimento da lei. Um soldado incorruptível que acredita cegamente nas regras que jurou observar. Para Javert teria sido melhor morrer nas mãos de Jean Valjean, a quem as leis tacharam de perigoso, e portando incorrigível, do que passar pela perplexidade de ter sua vida poupada, tanto que, ao retribuir o favor, deixando de Jean Valjean escapasse, e assim violar a sua lei, Javert tem uma crise tão grande que acha melhor por fim à sua vida.

Tampouco se podem considerar vilões o casal Thénardier, ambos também vítimas da miséria e que por conta disso se encontram desvinculados de toda moral e ética.

Quem assistir não vai perder seu tempo ou dinheiro.

 

Categorias
Direito

Filmes trabalhistas: Daens, um grito de justiça.

A Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 4ª Região, a AMATRA IV, está realizando no período das férias de verão, a exibição de um filmes relacionados à temática trabalhista.

Os filmes, que compõem o meu acervo pessoal, são todos, sob algum aspecto, relacionados ao trabalho.

Hoje, iniciando o ciclo, exibiremos a película Daens, que no Brasil recebeu o nome Daens, um grito de Justiça.

Daens, um grito de justiça. Cartaz de divulgação.
Daens, um grito de justiça. Cartaz de divulgação.

O cenário do filme é a cidade belga de Aalst no final do séc. XI, para a qual o Padre Daens é designado e onde se depara com todas as agruras da Revolução Industrial européia, como o trabalho infantil, sem quaisquer medidas de higiene e segurança e com uma jornada extenuante.

A morte de uma criança, durante o seu horário de trabalho, e outras situações relacionadas às referidas condições de trabalho levam o padre a buscar soluções, inclusive ingressando na política.

Destaque no filme para as nítidas referências à doutrina social da Igreja da Rerum Novarum de Leão XIII.

O filme foi indicado ao Oscar de melhor filme em língua estrangeira em 1993, tendo recebido diversos prêmios, como o Globo de Ouro do Festival de Xangai.

O filme tem base histórica, sendo que recentemente foi montado um musical na Bélgica.

No Brasil o filme foi lançado apenas em VHS, encontrando-se, infelizmente, fora de cartaz. Mesmo em sites de venda internacionais o filme se encontra fora de catálogo. É possível encontrá-lo em alguns servidores de torrents uma versão no formato DivX (do VHS), com legendas em português.

Ficha técnica:

Diretor: Stijn Coninx

Autores (roteiristas): Louis Paul Boon e François Chevallier

Elenco: Jan Decleir (Adolf Daens), Gérard Desarthe (Charles Woeste),  Antje de Boeck (Nette Scholliers),  Michael Pas (Jan De Meeter),  Karel Baetens (Jefke).

Categorias
Direito

Filmes de conteúdo por apenas R$ 12,90

Tendo em conta a ótima recepção que teve meu artigo com dicas de livros em promoção, aproveito a mais recente promoção do Submarino.com, Maremoto de ofertas, para indicar algumas obras que considero bastante interessantes para se estudar e apreender alguns aspectos de Direito e que estão à venda por apenas R$ 12,90.

Futuramente abordaremos com profundidade as obras ora indicadas, pois todas têm qualidades pelas quais valem à penas serem assistidas.

Amistad

amistad

Uma disputa judicial entre abolicionistas e escravagistas norte-americanos com supreendentes manobras judiciais.

No elenco:

Morgan Freeman

Anthony Hopkins

Erin Brockovich – Uma Mulher De Talento

erin

Em uma ação por indenização por danos ambientais, o funcionamento do sistema jurisdicional norte-americano, a resolução de conflitos na instância extra-judicial com a oitiva de testemunhas, a figura do facilitador e outras prática que não encontram paralelo no ordenamento jurídico nacional.

Com Julia Roberts no papel principal.

O Julgamento Final

julgamento final

Interessante situação que dificilmente se veria em um caso nacional. Pai e filha como advogados de lados opostos, um júri para decidir uma ação civil de reparação de danos, e o dever de lealdade existente nos processos judiciais norte-americanos posto a prova.

Gene Hackman e Maria Elisabete Matrantonio são os protagonistas.