Categorias
Livros

O gene egoísta.

O Gene Egoísta

 

Para os amigos que gostam de minha dicas de livros aí vai mais uma. Aproveitei o horário do almoço para dar uma passada pela livraria do shopping na frente do trabalho e vi este livro que estava em exposição. Me atraí pelo título. O tema é genética. O livro tem mais de trinta anos e foi reeditado por ser ainda atual. O autor trata de genética e evolucionismo de uma forma muito interessante.

A tese central do livro retira dos indivíduos ou dos grupos o foco central da evolução. Dawkins afirma que em verdade a luta pela sobrevivência ocorre a nível molecular ou intracelular, seriam os genes (ou conjuntos de genes que apresentem alguma vantagem para o indivíduo) que lutam para se perpetuar, sendo que animais, vegetais ou outras formas de vida nada mais são do que máquinas de sobrevivência pré-programada a serviço deles.

Que mecanismos que levam filhotes a chorar de pássaros pelo alimento? O autor lança várias conjecturas acerca do fundamento deste comportamento. Será que este choro é como uma chantagem para os pais, alertando os predadores para a sua presença e assim os obrigando a alimentar? Neste caso seria possível, de alguma forma, comparar esta situação com a de um sequestrador de avião que ameaça explodi-lo (e ele junto) em troca de um resgate?

A seguir, apresentada a tese, o autor passa a desenvolver uma outra, que está bastante em voga na web: a teoria do meme. Ou seja enquanto o gene seria a unidade de vida destinada a se perpetuar através de estratégias de sobrevivência, os seres humanos (e talvez outras espécies) teriam também uma outra partícula destinada a perpetuação, mas agora na forma de cultura.

O meme seria a forma como o ideias se propagariam, gerando verdadeiras revoluções humanas.

No mesmo pacote (para aproveitar o frete) incluí ainda A Expressão das Emoções nos Homens e nos Animais, de Charles Darwin, que atende à minha outra “linha de pesquisa” de identificações de emoções, relacionada à teoria de Paul Ekman e  Bilhões e Bilhões, do Carl Sagan, que tem o subtítulo “Reflexões sobre a vida e a morte na virada do milênio”.

Compre agora: O Gene Egoísta, de Richard Dawkins.

Ou procure um exemplar usado na Estante Virtual.

Categorias
Direito

A caça às bruxas já começou ou Não comemore: o próximo poderá ser você.

Artigo do colega e amigo, Eduardo Duarte Elyseu, sobre o caso da disponibilidade compulsória do juiz que se recusou a aplicar a Lei Maria da Penha. Ainda pretendo postar a minha opinião sobre o assunto, mas as reflexões são mais que oportunas. Comentários são bem vindos.

Leio hoje – não exatamente com surpresa, porque o resultado já se anunciava de véspera – a seguinte notícia:

CNJ afasta juiz acusado de preconceito contra mulher

Sentença contém declarações tidas como discriminatórias

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou, nesta terça-feira (9/11) por nove votos a seis, a disponibilidade compulsória do juiz Edilson Rodrigues, da Comarca de Sete Lagoas (MG).

Segundo informa a assessoria de imprensa do CNJ, em 2007, ao proferir sentença em processo que tratava de violência contra a mulher, o magistrado utilizou declarações discriminatórias de gênero, afirmando, por exemplo, que “o mundo é masculino e assim deve permanecer”.

Além da sentença, o magistrado também manifestou a mesma posição em seu blog na internet e em entrevistas à imprensa.

Além dos nove conselheiros que decidiram pela disponibilidade, os outros seis votaram pela censura ao magistrado e pela realização de teste para aferir sua sanidade mental.

A disponibilidade havia sido proposta no voto do relator do Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) 0005370-72.2009.2.00.0000, conselheiro Marcelo Neves, para quem esse tipo de conduta é incompatível com o exercício da magistratura.

A decisão do CNJ, passível de recurso ao Supremo Tribunal Federal (STF), determina que o juiz de Sete Lagoas fique afastado do exercício da função por dois anos. Durante esse período ele receberá salário proporcional ao tempo de serviço. Após os dois anos poderá solicitar ao CNJ o retorno à magistratura.”

(Blog do Frederico Vasconcelos – http://blogdofred.folha.blog.uol.com.br – 09.11.10).

A mesma notícia circula em diversos meios de comunicação desde a tarde desta terça-feira (09.10.10), com títulos que, com algumas variantes, podem ser assim resumidos: “Juiz Machista é Afastado da Função pelo CNJ”.

O fato, aos olhos de qualquer um do povo – aí incluídos, também, muitos colegas magistrados –, aparentemente é tido como algo a ser comemorado.

Afinal, segundo o senso comum, que permeou o voto do Conselheiro Relator, Marcelo Neves, e que pode ser resumido na manifestação do Ministro Vice-Presidente do CNJ, Carlos Ayres Britto, durante o julgamento,

Categorias
Direito

A opinião política da Blogosfera…

O blog Visão Panorâmica, de Arthurius Maximus, está publicando entrevistas com vários autores de blogs. Da sua leitura será possível ter uma idéia de como está pensando uma parte significativa da blogosfera (expressão normalmente utilizada para denominar o universo dos blogs).

Eu tive a honra de ser entrevistado, sendo que há pelo menos mais 16 blogueiros que se dispuseram a publicar as suas idéias. Recomendo.

Categorias
Direito

Uma associação de blogueiros

Não tenho nenhuma dúvida que a idéia pode, e de certa forma já está, criar divergência entre as centenas, quiçá milhares de blogueiros brasileiros.

No entanto o direito de se associar (ou não se associar) está na Constituição no mesmo art. 5º em que se assegura aos cidadãos o sagrado direito à liberdade de expressão.

Com certeza, sendo uma instituição política, a associação estará, como qualquer outra, sempre sujeita a contestação, em especial em se tratando de suas lideranças.

No entanto entendo que é necessária a existência de uma interlocução política desta categoria de profissionais, acreditando, como disse durante a Campus Party, que é muito mais interessante que um presidente de uma associação que reúna um certo número de blogueiros fale em seu nome do que um eleito qualquer da mídia, muitas vezes com uma representatividade muito mais questionada.

Categorias
Direito

Vídeo sobre associações

Durante a palestra sobre Direito e Internet na Campus Party a @LuFreitas fez uma referência a um vídeo que eu lhe sugeri e que mudou a sua percepção em relação à necessidade de uma associação de blogueiros.

O post referido foi este aqui e o vídeo vai republicado aí embaixo.