Escolha uma Página

Quando do acidente do vôo 1907 da GOL, conforme noticiamos aqui, o então Ministro do Tribunal Superior do Trabalho Gelson Azevedo, que tinha passagem marcada para aquela viagem, havia antecipado seu bilhete para comemorar seu aniversário de casamento em Porto Alegre, tendo, portanto, escapado da fatalidade.

No entanto ele não foi o único Ministro do TST gaúcho a passar ileso em um grande acidente aéreo. O Ministro Mozart Victor Russomano, que foi, igualmente, nosso representante na OIT, também viu a morte muito de perto em um desastre aéreo.

Ele que já na sua época era um grande viajante, tanto que escreveu uma série de crônicas, que eram publicadas no Correio do Povo e que renderam três livros Notas de um Viajante Apressado, A Volta do Viajante Apressado e A Morte do Viajante Apressado, saiu ileso de um sério acidente aéreo ocorrido em seu retorno da Europa.

O relato, do próprio Ministro Russomano, será em breve publicado na Revista de Derecho Laboral Latinoamerica que trará a entrevista feita pelo Prof. Oscar  Ermida Uriarte e por mim, efetuada por ocasião de uma homenagem que lhe fez a PUC-RS.