Escolha uma Página

Um dos problemas de Porto Alegre é a ferocidade de seu trânsito. Verdade que nada comparado com São Paulo, onde passar no farol verde é quase uma questão de sobrevivência, mas ainda assim há muito de egoísmo nos motoristas porto-alegrenses, em especial no que diz respeito à observância da faixa de segurança.

Assim é louvável a campanha que está sendo veiuculada na cidade sobre a observância de “um novo sinal”, que nada mais seria do que estender o braço ao pretender passar por uma faixa de segurança, desprovida de sinaleira.

Tenho visto, desde o seu início, alguns excessos de pedestres, como um grupo no Parcão que resolveu “testar” o novo sinal tentando passar, felizmente com sucesso, na faixa, embora o sinal estivesse aberto para os carros.

Hoje, de minha parte, me surpreendi desobedecendo o “novo sinal”.

Na verdade não foi uma desobediência consciente: apenas confundi o “novo sinal”, feito ao mesmo tempo por três pessoas junto à faixa, com um chamado de táxi. Fiquei tão impressionado que fiquei verificando no retrovisor para qual veículo estavam fazendo o sinal, tendo em vista que não via táxis próximos, quando verifiquei que o carro de trás, um pouco mais antenado, entendeu o sinal e parou para que os três transeuntes pudessem passar com segurança pela faixa, seguindo seu caminho…

Maiores informações sobre a campanha podem ser obtidas na sua página oficial.