home Direito Solidariedade canina

Solidariedade canina

Eu não sou de me comover com este tipo de cena, mas tenho que confessar que esta quase me levou às lágrimas.

Um cãozinho foi atropelado em uma estrada movimentada do Chile e um outro tenta resgatá-lo do meio do tráfego, com risco à sua vida. Infelizmente sem sucesso, pois o cão ferido acabou morrendo.

Muitos moradores da cidade em que ocorreu o fato procuram o cão (que lembra um pouco o Benji) para adoção.

URL curta para esse artigo: http://direi.to/gt6kP
TAGS:

Jorge Alberto Araujo

Jorge Alberto Araujo nasceu em 1970, aprendeu a usar computador, internet e celular, mais ou menos quando estes foram inventados. É Juiz do Trabalho e trabalha em Porto Alegre/RS. Eterno curioso acerca de tudo está elaborando a sua dissertação de mestrado em Direito e Processo do Trabalho. É master pela Universidade de Alicante em Teoria da Argumentação Jurídica, gosta de Filosofia e atualmente estuda Lógica. No tempo livre entre uma audiência e uma sentença está começando a se interessar por Neurociência, tanto do comportamento (leitura corporal e detecção da mentira) quanto da memória. Em relação ao primeiro ponto defende um estudo mais acurado da Zoologia Humana, ou seja o estudo do comportamento do ser humano em comparação com o de outros animais. Faz ainda a aplicação das teorias da Escola de Harvard sobre Negociação, nas suas audiências, tendo um dos melhores números de conciliação dentre os juízes do trabalho do Rio Grande do Sul. Procura ensinar tudo o que sabe em um curso sobre Audiência que periodicamente edita junto à Faculdade IDC e em cursos de pós-graduação e preparatórios. É casado com a Ingrid, tem três gatos, um cão e seis cavalos, sendo quatro de polo, que tenta praticar aos finais de semana. Escreve, ainda, no blog Direito e Trabalho.com e ocasionalmente publica artigos em revistas e jornais.

Um comentário em “Solidariedade canina

  1. Meu pai uma vez viu um cão andando em roda de outro que havia sido atropelado, no viaduto de acesso ao aeroporto. Ele disse que o cão estava cuidando para que outro carro não atropelasse seu amigo canino.
    E depois as pessoas ainda dizem que os animais não têm sentimentos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *