A questão que diz respeito ao assédio moral nas relações de trabalho é um assunto extremamente moderno e instigante que vai, certamente, ocupar por muito tempo os debates nos tribunais.

Principalmente porque muitas práticas arraigadas e consideradas como de “incentivo” à produção já se tem demonstrado indiginificantes ao trabalhador como ser humano e, por conseguinte, tem sido coibidas pelo Judiciário, ampliando o debate acerca de o que se pode e o que não se pode dentro de um contrato de emprego. Ou, em outras palavras, até que ponto um trabalhador, por força do contrato de trabalho, pode estar sujeito ao arbítrio do empregador?

A Juíza do Trabalho da 15ª Região, CANDY FLORENCIO THOME, lançou à bem pouco tempo, pela LTr, uma obra, fruto de sua dissertação de Mestrado em Direito do Trabalho na USP, ASSÉDIO MORAL NAS RELAÇÕES DE EMPREGO, e agora está ofertando aos nossos leitores um exemplar.

Assim quem estiver interessado em recebê-lo basta escrever um comentário explicando porque tem interesse no assunto. O comentário escolhido receberá um exemplar em sua residência.

URL curta para esse artigo: https://wp.me/pVtgW-mE

Publicado por Jorge Alberto Araujo

Jorge Alberto Araujo é Juiz do Trabalho e master em Teoria da Argumentação Jurídica pela Universidade de Alicante, Espanha. Titular da 5a Vara do Trabalho de Porto Alegre/RS.

36 respostas em “Ganhe o livro Assédio Moral nas Relações de Emprego, de Candy Florencio Thome.”

  1. É um tema muito interessante, tanto que o escolhi para meu TCC. Não está fácil encontrar livros disponíveis nesse tema em bibliotecas da faculdade. Terei que comprar alguns livros, então, esse exemplar seria uma benção para mim.

  2. Prezados leitores,

    Encerrados os comentários. Agora uma comissão composta pela autora, por mim e mais algumas pessoas irá eleger o melhor comentário para receber o livro.
    O ganhador será comunicado por email e neste espaço. Após terá cinco dias para informar o seu endereço e caso não o faça será escolhido um outro.
    Portanto fiquem atentos. Em breve novas promoções de livros.

  3. Estou interessado nesse tema, pois fui vítima de assédio moral. e, andei lendo sobre o assunto, e tudo o que define como sendo o referido problema é justamente oq ue passei no ano de 2007………….E foi uma experiência muito triste , pois fui ao fundo do posso com toda esta história ………..Até hoje penso em sair do meu trabalho. Os mesmos que me perseguiam , hoje são diretores no setor de segurança da instituição em que sou efetivo……………É como uma piada de mau gosto conviver com isso………..dando satisfações aos meus ALGOZES…!

  4. Gostaria de receber o livro, pois acho o tema muito interesante, estou começando a fazer a minha monografia de conclusão de curso e escolhi este tema, já vi várias colegas de trabalho sofrerem o assédio, por isso me despertou o interesse por este tema. O livro será o complemento do meu estudo do caso..

    Desde já agradeço.

  5. Gostaria de me manter mais informada sobre um assunto que não é tão divulgado, acho que as mulheres devem estar sempre atualizadas.

  6. sou recem formado em direito e póspgraduando em direit do trabalho e processual do trabalho.
    O assunto abordado neste trabalho – O Assédio Moral – chega em momento impar, pois o trabalhador de modo geral necessita cada vez mais, de esclarecimentos sobre o mesmo.
    Tendo conhecimento, poderá usar então dos amparos legais e combatê-lo.
    Certamente esta publicação vem fortalecer a preocupação em combater com maior ênfase o que vergonhosamente fere o direito Constitucional de proteção à dignidade humana.
    Acreditamos que tal publicação contribua e muito para fortalecer e manter aguerida, a luta contra o assédio moral nas relações de trabalho.
    Adoraria receber tal livro.
    Parabenizo e agradeço.

  7. Gostaria de receber o livro, por que tenho passado por muitos e muitos tipos dessa pratica terrorista que é o assédio moral. Tenho lido vários temas sobre o assunto, más preciso ter ciência aprofundada do assunto, pois tenho eu, que muito me preoculpo comigo e com meus colegas de trabalhos. Sendo assim, esse livro muito contribuirá no desenvolvimento de reuniões e muitos debates.

    Obrigado!

  8. gostaria de receber o livro, tendo em vista a necessidade de estudar o assunto, visando com isso conhecer de forma mais aprofundada o tema, estando mais capacitada para amparar os trabalhados que sofrem o assédio moral, bem como, de forma justa, poder afastar a aplicabildade de indenização quando as empresas forme injustamente acusadas de assédio moral. Enfim servirá o livro como instrumento de trabalho.

  9. Cursei Pós Graduação na área de Gestão Empresarial e de Recursos Humanos, contudo, o tema de minha Monografia é Assédio Moral nas Organizações.
    Escolhi o tema por ter sido assediada moralmente várias vezes.
    É lamentável que nem todos possuem as informações necessárias para poder se defender.
    Atualmente estou cursando Direito, pois, tenho senso de justiça e quero poder agir em prol de meus semelhantes.
    Esse livro seria importantíssimo para complementar a minha defesa referente a Pós-graduação, além de proporcionar conhecimento aprofundado no assunto, podendo auxiliar os colegas de trabalho.
    Obrigada.

  10. Boa tarde,
    Sou advogada, especialista em direito criminal, mestranda pelo Centro Universitário Curitiba. Estou concluindo artigo científico que incorporará livro que será lançado aproximadamente em maio.
    Gostaria de receber o exemplar em questão para que possa pesquisar a opinião da autora, vez que o tema é exatamente o mesmo, conflitando ou não, assim, nossas opiniões.
    Como advogada, já defendi acusado à prática criminal de assédio sexual.
    Outro fator a incentivar-me a realizar a leitura, pauta-se no fato de eu compor sociedade em empresa privada, com aproximadamente 150 empregados, muitos com superioridade hierárquica, e nunca é demais agregar e transmitir conhecimentos, visando a garantia da uniformidade de deveres e de direitos, igualando, dentro do possível, a paridade de armas entre empregado e empregados.
    Sem mais para o momento, despeço-me atenciosamente.

    Tathiana Laiz Guzella.

  11. Bom dia Dra. Candy

    Gostaria de receber um exemplar de seu livro haja vista ter grande interesse no assunto. Sou Diretora de Seleção e Aperfeiçoamento de uma Universidade Estadual e nos deparamos diariamente com situações de conflito que em uma primeira análise nos parece se tratar de caso de assédio moral, no entanto estudando melhor o assunto verificamos que não se trata de assédio moral. Sendo assim o seu livro em muito contribuiria para estudo desses casos.

    Desde já obrigada.

    Rita

  12. Prezada Dra. Candy Florencio Thome,
    Boa Noite!
    Gostaria de receber o exemplar de sua obra Assédio Moral nas Relações de Emprego, haja vista estar concluindo a minha pós graduação e o tema de meu trabalho ser o Assédio moral no serviço público. Em que pese o Assédio Moral ser de maiores proporções na iniciativa privada, hoje, no serviço público, ocorre cada dia mais, de maneira velada, e é a grande causa de doenças e afastamentos no trabalho. Ainda que o seu livro direcione para as relações de emprego, o processo é o mesmo, divergindo apenas, creio eu, quanto aos objetivos do assediador. Sou servidora do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região e seria de muita relevância a visão de magistrados de outros Regionais sobre o assunto.

  13. Boa noite. Gostaria de receber um exemplar da obra Assédio Moral nas Relações de Emprego pois trata-se de tema surgido até há bem pouco tema e que, sob a análise de uma juíza, com certeza será um norteador para dirimir conflitos na esfera empresarial na qual estou inserida.

  14. Gostaria de adquirir o livro, pois meu trabalho do curso de pós graduação pela Unimep é sobre dano moral na relação vertical empregado e empregador.

  15. Parabenizo a magistradada Dra Candy Florencio Thome pela publicação de uma pesquisa sobre assédio moral. Certamente vem fortalecer a preocupação em combater tão aviltosa conduta, que fere o direito Constitucional de proteção à dignidade humana.

    Estou elaborando um projeto de monografia com o tema em apreço e ficaria grata
    em receber um exemplar do referido livro. Vai me ajudar muito. Com certeza!

  16. Ola! Boa tarde!

    Se for escolhido para receber este livro ficarei muito contente, pois faço curso de Direito e no ano de 2009 vou concluir meu curso, e o tema da minha monografia de conclusão é Assedio moral nas relações de emprego, sendo então este livro uma grande ferramenta para minha monografia e este muito bem elaborado pela Dra. Candy Florêncio Thomé ajudara ainda mais aprofundar na matéria.
    Desde já muito obrigado e fico na torcida pois irá me ajudar muito!

    Abraço!

  17. Tenho uma colega que está sendo vítima desse tipo de abuso, porém, ela tem medo de ficar desempregada, e a única pessoa que sabe sou eu, então, não posso fazer nada, porque se porventura alguém souber desse fato, ela pensará que foi eu… o que imaginei, é que ela colocando este livro sobre a mesa dela, pudesse intimidar o agente do assédio e se ela ler, assim ela tomaria também mais coragem para enfrentar e tomar as providências.

  18. bom dia

    Meu Nome e juliana
    sou funcionaria de uma empresa de telecomunicaçao
    trabalho como operadora e telemareting na area de cobrança
    nos somos muito coagidos por tudo . . . praticamente nos obrigados a fazer extras, pois a meta estipulada nao e possivel alcançar dentro das 6 horas trabalhadas e
    ainda assim somente as pessoas que fazem extras todos os dias sao as que conseguem chegar perto , fora isso toda vez em que um funcionario e demitido
    supervisores começam a comentar sobre o acontecido como se fosse uma forma de ameaçar todo o resto da equipe.
    Esses dias atraz tive um poblema nao estava bem a medica me deixou 2 dias de atestado, a minha supervisora me ameaçou mandar demissao, eu perdi minha comissao por isso . . . E ainda nao aceitou o meu atestado por que passou de 48 horas mas na verdade quando levamos um atestado temos qu passar pela cordenaçao para ela dar um visto para depois poder mos entregar para a supervisora . . .nesse tempo eu estava tentando falar com a cordenadora mas a mesma e cheia decompromissos e naquela semana ainda estava fazendo processo seletivo para a contrataçao de novos funcionarios nao sendo possivel
    o visto dela no atestado . . . quando eu consegui minha supervisora nao aquis aceitar, e ainda quer me dar advertencia . . . gostaria de me aprofundar no assunto
    sou formada em marketing mas agora quero começar a estudar td sobre lei trabalhista por que estou estudando direito e se deus quiser quero ter minha O.A.B, para defender os trabalhadores do brasil principalmente os da area de teleatedimento . . .

  19. Estou bastante interessada no assunto por se tratar de um tema que envolve a faculdade de direto, escolhi isso para a minha vida desde os 13 anos, hoje tenho 16 e me preocupo com o meu futuro, queria muito ganhar o livro para ir tendo logo um maior conhecimento das áreas que envolvem a minha futura profissão, por isso acho que esse livro seria muito bem aproveitado por uma pessoa que quer estudar e ir logo conhecendo o fascinante mundo das leis e de um assunto que constantemente trabalhado por advogados, pois a cada dia aumenta mais os casos de pessoas que sofrem assédio moral no emprego!

  20. Não sou advogada e nem trabalho na área, mas este assunto vai de interesse justamente para os leigos no assunto, pois assim poderá se precavé de alguma situação futura.
    Gostaria muito de lê ¨Assédio Moral nas Relações de Emprego, de Candy Florencio Thome.¨pois tive uma situação muito constragedora cerca de uns anos atráz na empresa onde trabalhava como recepcionista, era muito nova, e não tinha orientação de como proceder diante daquela situação, como não me sugeitei a nenhum assédio, fui despidida, tenho certeza que se isso aconter novamente, não sairá barato.

    Iraçan Lima

  21. Com certeza é um livro ótimo e vem em momento oportuno, pois a realidade nos mostra que assédios ocorrem cotidianamente nas relações de trabalho, os trabalhadores precisam conhecer a temática a fundo para saber discernir quando o assédio ocorre.
    Parabéns pela nobre iniciativa…

  22. Olá,
    Sou bacharel em Direito e por vários momentos me inclinei a adotar este tema na Dissertação da Graduação, mas resolvi mudar e segui um rumo totalmente diferente. Isso porque não encontrava material sobre o assunto (um que eu tivesse acesso). De biblioteca em bibliteca (aqui em Bauru/SP).
    Gostaria muito de receber o livro pra voltar a ter envolvimento e interesse pelo assunto.
    Obrigada pela oportunidade!

  23. BOM GOSTARIA DE RECEBER O LIVRO POIS É UM ASSUNTO
    QUE POUCOS SABEM! E NA EMPRESA ONDE TRABALHO,HA
    CONSTANTEMENTE O ASSÉDIO MORAL…..
    FICAREI MUITO SATISFEITO EM TER O LIVRO,PARA QUE EU POSSA
    TER O PROFUNDO CONHECIMENTO DO ASSUNTO…OBG!

  24. Fiquei interessado no livro, preciso me manter atualizada sobre o mundo dos negócios, ser uma profissional melhor. Apesar que meus esforços ultimamente não tem sido muito útil, tipo estacionei e me acomodei por um tempo na mesma funçao que faço… adoraria procurar e encontrar novas opções, ter mais ambiçoes.

    Boas Festas , muito sucesso

  25. Boa tarde,

    Estou desenvolvendo meus estudos na area de psicologia no trabalho, como tema intrigante e extremamente moderno interesso-me pelo conteúdo do livro, considerando que sua obra contribuirá muito para que seja varolizado os temas socias nas Ciências Juridicas. Aproveito para parabeniza-la pelos estudos desenvolvidos em um tema que vem a acrescentar à moralização da nossa sociedade e a preservação da dignidade humana, nosso maior patrimônio. Parabéns….

  26. Realmente o quanto há de pessoas que assediam outras no trabalho. Assédios morais ao meu ver pessoas usam de tal artifício deveriam fazer tratamento pois de alguma forma querem ser melhores que outras, não gostam de serem contrariadas e acham que podem mandar e mandar ah e se voce aceita elas querem saber o porque não questionou…..

  27. Sou advogada trabalhista, terminando agora a minha monografia sobre Dano Moral na Revista pessoal, que acaba desenbocando no tema Assédio Moral, tão em evidência. Eu mesma, outrora, fui vítima desse assédio mas não me omiti e por isso fiquei desempregada. Daí meu interesse no livro, é um estimulante estudo das relações de trabalho no contexto da Nossa Constituição que protege a dignidade humana.

  28. Gostaria de receber o livro pra poder me aprofundar no assunto,por se tratar de um tema atual e muito interessante pois sou diretora sindical e o assunto tratado me interessa para poder ajudar as colegas que nos procura.
    Desde já muito obrigado!

  29. 1. Assédio Moral
    Desejo obter o livro para melhores esclarecimentos sobre o assunto, pois sofri forte assédio moral de todos os sentidos principalmente de meu ex-chefe de, tais como: Ele não me cumprimentava, não me incluía nas reuniões, não me enviava e-mails, todo serviço que fazia, mesmo que fosse excelente era criticado, ele distorcia todo o tipo de conversa e me chamava atenção na frente de outras pessoas, etc. Também sofri assédio dos meus colegas de trabalho que adulteravam meu trabalho com o intuito de me ferrar, mas acredito que tenha sido planejada por ele mesmo (ex-chefe) na empresa em que trabalhei. Hoje eu faço tratamento psiquiátrico e psicoterapêutico para curar da depressão e de baixa estima. Sou aposentado por invalidez devido a isto. Conforme relatei anteriormente, eu fui o pioneiro do programa de qualidade total e acredito que isto foi o principal motivo do assédio, ou seja ele se sentiu ameaçado de perder a posição de líder na empresa. Acredito também que esta é a origem dos elevados números de assédio moral hoje em dia.
    Esta historia é bem conhecida, ou seja, chefes arrogantes que necessitam humilhar e rebaixar seus subordinados, para se manter em seus cargos. A maioria das pessoas que eu converso a respeito disto, dizem já ter sofrido de forma semelhante com esta situação. Vocês mesmo já devem ter sofrido com algo semelhante em sua carreira profissional. Portanto, esta é uma boa hora de nós tentarmos acabar com este tipo de chefe que tanto males causa as pessoas e as próprias empresas em que eles trabalham. Em meu caso, porém devido à intensidade da pressão psicológica, causou danos a minha auto-estima e minha imagem. Meus colegas de trabalho quando me vêem, dizem que eu estou diferente daquela pessoa que sempre fui, ou seja, alegre e desembaraçado, hoje me encontro triste, desiludido e confuso. A comissão de ética da empresa foi comunicado do fato, com a apresentação de testemunhas que comprovam estas ocorrências. Porém nada fizeram. Também, foi apresentado este processo para o sindicato dos metalúrgicos; a comissão de ética da Organização das Nações Unidas, para o Conselho Regional de Medicina e o Conselho Regional de Psiquiatria. Atualmente, estou fazendo tratamento psiquiátrico com um médico do CAPS e sou constantemente amparado por familiares e tomo remédio para me livrar de insônia e dor de cabeça. Estas foram as palavras de uma das pisicológas quando relatei o meu caso a ela:
    “Nossa, fiquei impressionada com o tipo de violência que foi aplicada a você. Espero que um dia consiga amenizar ao máximo essa sua dor. Esse meu trabalho me deixou bastante deprimida, pois não é fácil também ver alguém sofrer dessa forma e sentir-se quase que de mãos atadas. Se eu puder ajudá-lo em algo será um imenso prazer. ”
    Desde já muito obrigado!

  30. Boa Noite…

    Gostaria de receber o livro pra poder me aprofundar no assunto, acabei de ser dispensada da empresa onde trabalhava, mas antes de ser dispensada eu fui humillhada varias vezes, acredito que era pra que eu pedisse a conta, mas como suportei (Mesmo que chorando todos os dias), eles acabarao me dispensando ontem.
    Com o livro posso saber que atitude tomar…

    Atenciosamente
    Paula

  31. Fico muito feliz em ver um magistrado desenvolvendo uma pesquisa sobre assédio moral. Isto nos enriquece, pois demonstra e fortalece a preocupação em combater tal conduta afrontadora da dinidade humana. Neste momento começo a desenvolmer meu TCC, e escolhi abordar o assédio moral no direito brasileiro. Muito me acrescentaria receber uma obra de tamnha envergadura.

  32. Já de algum tempo venho efetuando leituras a respeito do assunto assédio moral.
    Aposentei-me em 2004 com proventos proporcionais uma vez não suportar mais o assédio moral da Instituição onde laborei por 18 anos na área de Segurança do Trabalho. Nestes 18 anos, tentei mostrar a eles o quão importante é a saúde do servidor, o quão importante é a segurança do trabalhador, em todos os níveis, mas eles, pareciam ter os ouvidos moucos. Não se importavam como ate hoje não se importam com a Segurança do Trabalho. Alí, deixei minha vida. Tenho dois filhos, hoje já adultos, não os vi crescerem e se desenvolverem além de muitas outras coisas que deixei de fazer, pois tinha que desenvolver minha função da melhor forma possível, apesar da falta de condições minimas de trabalho. Minha esposa me dizia que pedisse exoneração e fosse trabalhar em outro lugar, mas eu, além de ser concursado, já tinha uma idade em que não queremos nos arriscar e assim continuava achando que iria conseguir mudar o quadro que eles me ofereciam. Fui assediado tanto horizontal quanto verticalmente. Quando no início da carreira, em uma palestra de um antigo promotor de justiça o mesmo disse aos profissionais da área de segurança que sempre documentassem tudo o que fosse necessário e consigo mantivessem uma cópia. Assim fui fazendo, mas parece que para a justiça isto de nada valeu.
    Atualmente tenho um processo onde pleiteio indenização por danos morais em decorrência de assédio moral.
    Algo que não consigo entender foi porque o processo que deu entrada na justiça comum foi direcionado ao JEF de São Carlos, minha cidade. Como pode o juiz de São Carlos julgar esta ação improcedente? Recorremos da mesma e atualmente encontra-se no JEF São Paulo onde espero ter sucesso. O advogado por mim constituído no início da ação, não deu valor à causa. É sabido que JEF julga ações de menor importância. Não creio que um processo desta natureza pudesse então ser analisado pelo JEF.
    No caso, o assédio não aconteceu apenas comigo, mas com uma comunidade inteira e tudo isso é relatado no processo, já que assediando a mim, engenheiro de segurança do trabalho, estão eles assediando a toda uma comunidade universitária que se utiliza dos trabalhos da engenharia e medicina do trabalho.O processo contou com provas testemunhais e documentais. As documentais não foram avaliadas pelo Juiz e é sobre isso nosso questionamento.
    Enfim, o assunto Assédio Moral não é para mim de todo desconhecido já que procurei me informar bastante sobre o assunto antes de mover a ação, todavia, continuo pesquisando a respeito já que atualmente chego a pensar que não existe mesmo justiça e que ela é feita para proteger poderosos, como é o caso da Universidade Federal de São Carlos, que atualmente, atraves dos seus dirigentes, parece constituir-se o poder em minha cidade

  33. Dra, Candy Florêncio Thomé,

    O assunto abordado em seu trabalho – O Assédio Moral – vem em momento oportuno, o povo trabalhador precisa conhecê-lo muito, quando poderá usar dos amparos legais e combatê-lo, esta a melhor forma, uma vez que ocorre ,diariamente , no mundo todo, a sociedade agradece seu empenho como eu. Parabéns, e que possa, ainda, mais efetuar novos lançamentos em benefício de todos para uma sociedade justa e desejável.
    Obrigado, pela oprotunidade, Paulo

  34. Bom dia

    O tema aborda na sua dissertação de mestrado tem sido cada vez mais discutido pelas práticas já de tempos remotos do ilicito praticado principalmente pelos empregadores ou por superior hierarquico dentro de uma corporação. Felizmente as vitimas, hipossuficientes na relação de trabalho, tem-se se despertado e buscado ajuda do Estado, seja para inibir as condutas ilicitas, seja para reperos pecuniários pel ofensa sofrida. De uma forma bem prévia, diria que o assédio não pode simplesmente se restringir a esfera do direito Civil as sanções impostas àqueles aproveitam de sua posição, obviamente isso não estão no rol da nossa competência, mas sim dos legisferantes. De qualquer forma é inequivoco a influência dos pesquisadores e debates sobre os legisladores.

    Aproveito a oportunidade pela singular atitude da estudante, juíza, pesquisadora e escritora Thome, pela contribuição de sua obra, e principalmte pelo ideal almejado. Infelizmente a Ciência Juridica de perdido o seu foco de discutir e difundir os problemas sociais nela inseridos. Para muitos tem sido apenas mais um instrumento do capitalismo, portanto é louvavel tal atitude de deflagrar a discução de um assunto tão sério e habitual na sociedade brasileira. Parabéns…
    Assim, gostaria de receber essa oba que muito enriquecerá o conhecimento sobre o assunto.

    Felicidades e muito sucesso.

    Roque Vinicius Dias

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: