Como adotar uma criança?

Cartilha Mude um Destino AMB

Cartilha Mude um Destino AMB

A Associação dos Magistrados do Brasil – AMB, está lançando a segunda fase da sua campanha Mude um Destino através do que visa conscientizar os cidadãos acerca da realidade de vida das crianças moradoras de abrigos que, muitas vezes, até por total ignorância nossa – potenciais adotantes – vivem toda a sua juventude em tais casas sendo, após atingir a maioridade, expulsos para o mundo, sem terem tido, durante a fase inicial de suas vidas, quaisquer noções básicas de afeto, carinho, etc.

A AMB está fornecendo uma cartilha da adoção passo-a-passo, que pode ser baixada diretamente na sua página.

Abaixo eu reproduzo o índice da cartilha, para que os leitores possam mais ou menos se situar acerca de seu conteúdo, mas, principalmente, para facilitar aos internautas que encontrem as respostas a perguntas muitas vezes comuns em relação à adoção.

O leitor pode tanto baixar a cartilha de adoção da AMB em formato PDF diretamente da página  da associação, quanto solicitar a sua versão impressa diretamente à entidade.

Além da cartilha para o cidadão, há uma outra, destinada principalmente aos profissionais da saúde, onde há algumas dicas de orientações para que as pessoas que terão contato com as pessoas em situação de abandono dos filhos, esclarecendo dúvidas importantes e, principalmente, desmitificando alguns preconceitos que muitos têm em relação a isso, como por exemplo acerca do caráter da mãe ou do pai da criança abandonada ou mesmo demonstrando situações em que a doação dos bebês é, de fato, o melhor caminho para eles.

CAP. I – O que é adoção de crianças e adolescentes.

O que é adoção de crianças e adolescentes?
A criança adotada perde o vínculo legal com os pais biológicos?
A adoção depende do consentimento dos pais biológicos?
O que é Poder Familiar?
Pode-se perder o Poder Familiar?
A família biológica pode conseguir seu filho de volta depois da adoção?
A adoção é para sempre?
O que é “adoção à brasileira”?
O que é adoção pronta ou direta?
O que é “adoção tardia”?
O que é família substituta?
O que é guarda?
O que é tutela?
O que é um abrigo?
O que é uma família guardiã?
O que é apadrinhamento afetivo?
O que é apadrinhamento financeiro?
O que é adoção internacional?

CAP. II – Quem pode ser adotado.

Quem pode ser adotado?
Mãe adolescente (entre 12 e 17 anos) pode entregar seu filho para adoção sem o consentimento de pais ou responsáveis?
Como fica o nome do adotado após a adoção?
Sob cuidados de qual pessoa/instituição permanecem as crianças/adolescentes disponíveis para adoção, quando não estão mais sob os cuidados dos pais biológicos?
Todas as crianças/adolescentes que vivem em abrigos podem ser adotadas?
Por que o processo de adoção é tão demorado?
A pessoa que encontra um bebê abandonado pode adotá-lo?
Qualquer criança/adolescente pode ser destinada à adoção internacional?

CAP. III – Quem pode adotar.

Que pessoas podem se candidatar a adotar uma criança ou adolescente?
O que é um ambiente familiar adequado?
Duas pessoas podem adotar uma mesma criança?
Divorciados ou separados judicialmente podem adotar em conjunto?
Uma pessoa de orientação homossexual pode adotar?
Em que condições um cônjuge ou concubino pode adotar o filho do outro?
Brasileiros que moram no exterior podem adotar crianças/adolescentes brasileiros?
Estrangeiros residentes no Brasil podem adotar crianças/adolescentes brasileiros?

CAP. IV – Procedimentos para adoção de crianças e adolescentes.

Como deve proceder a pessoa que deseja se inscrever como pretendente à adoção?
Pode-se adotar por procuração?
Qual é a função das entrevistas?
O candidato reprovado pode se inscrever novamente?
Quais os motivos mais comuns para que a Vara encaminhe o pretendente para os grupos de reflexão?
Após ser considerado apto para adoção, quanto tempo leva até que o candidato encontre uma criança/adolescente que se adapte ao seu perfil?
O que é estágio de convivência?
Que procedimentos favorecem a constituição de vínculos afetivos entre o adotando e os candidatos a pais adotivos?
Quais os requisitos para adoção internacional?
Em que circunstâncias o adotando tem o direito de consentir ou discordar da adoção?
Quem adota pode escolher a criança/adolescente que quer adotar ou é obrigado a aceitar aquela que lhe destinam?
Quais os atos legais que formalizam a adoção?
Quais são os custos financeiros para o processo de adoção?
Qualquer pessoa pode ter acesso aos dados de um processo sobre adoção?
A mulher que adota tem direito à licença maternidade?
O homem que adota tem direito à licença paternidade?

Cartilha Mude um Destino AMB - Profissionais de Saúde

Adoção - Cartilha para profissionais da saúde

CAP. V – Conversas e controvérsias.

É necessário falar à criança/adolescente sobre sua história e sua origem?
Segredos sobre a história e a origem da criança/adolescente podem produzir que tipo de conseqüências?
Como e quando contar para a criança a respeito de sua origem?
E se a criança/adolescente quiser procurar sua mãe biológica?
É interessante se referir ao filho adotivo como filho do coração?
O que fazer quando a história dos pais da criança/adolescente é desconhecida?
Toda criança adotiva foi abandonada?
Por que a questão da destituição do Poder Familiar é tão complexa?
É possível (desejável) preparar candidatos a pais adotivos e crianças para a adoção?

Baixe a cartilha de adoção da AMB em formato PDF diretamente da página  da associação, ou ainda a Cartilha sobre adoção destinada aos profissionais da saúde.

Ou solicite a sua versão impressa diretamente à entidade.

51 Respostas para "Como adotar uma criança?"

  1. mirineide silva do nascimento  27 de abril de 2011 às 11:38

    nao tenho filhos sou artista plastica e meu esposo
    e fucionario publico ele tem trez filhas todas casadas ,tenho 38 anos ate hoje nao conse,,guir engravidar e a cada momento q passa sinto esse sonho mas longe de mim,por isso pretendo adotar uma crianca e se Deus permetir q mas tarde eu seja tambem uma mae biologica dois sera bem vindo

    Responder
  2. marcia  16 de outubro de 2010 às 01:09

    oi me chamo marcia tenho 24 anos sou casada,fasso curso de tec;em emfermagem,quero adotar um bebe,morro no recife,meu marido trabanhar e registrado a dois anos no mercado de trabanhos,ele trabanhar em posto de gasolina,como atendente de loja de conveniencia,a casa onde moramos nao e nossa,foi dada pela vó dele antes dela morre,sem documentos,pretedemos compra outra casa…eu quero saber se posso adotar,ha nao somos casados,somos amigados…me ajude essi e um meu sonhor…………

    Responder
    • ARAUJO, Jorge Alberto  17 de outubro de 2010 às 19:15

      @marcia,

      Baixe a cartilha que está sendo disponibilizada no texto. Ela deve ter todas as informações que você precisa, inclusive quanto a quem pode lhe ajudar a realizar este sonho.

      Responder
  3. Vânia  16 de abril de 2010 às 09:45

    Olá, sou casada a 1 ano e meio, contando entre namoro e casamento nós temos quase 6 anos juntos. Eu tenho uma filha e meu esposo me acompanha desde quando fiquei grávida; minha filha não conheceu o pai, e o mesmo não quis registrá-la; minha filha que está com quase 5 anos considera meu esposo como pai dela. Moro em São Paulo capital e quero sabe onde vou pra dar entrada na adoção, pois meu esposo quer adotá-la como filha, e ela não tem o nome do pai na certidão de nascimento. Procuro o fórum…qualquer um ou tem que ser da região que moro, vara da infância e juventude…? e gostaria de saber também se demora muito tempo esse tipo de adoção?
    o pai biológico por não querer registrar e nem conhcer minha filha todo esse tempo, ele é comunicado desse processo?
    Obrigado.

    Responder
    • Jorge Araujo  16 de abril de 2010 às 19:34

      @Vânia,

      O interessante seria que você consultasse um advogado especializado em Direito de Família. Se você não tiver condições procure a Defensoria Pública de sua cidade.

      Responder

Eu escrevi este texto exclusivamente para você. Por favor não deixe de comentar...