05

A melhor forma de começar é pelo começo. E a viagem inicia pelo aeroporto.
Chegamos bem cedo para o embarque. Não lembro de ter comentado aqui, mas indo para Montevidéu já perdi dois embarques pelo atraso e em se cuidando de férias seria um péssimo começo.
Tendo chegado cedo, e de café da manhã tomado, a opção para passar o tempo é a livraria.
Um passeio por uma livraria sempre acaba sendo inspirador.
Dei uma olhada em um pocket da Martha Medeiros, em que o primi]eiro artigo é sobre a relação consumidor-vendedor. Muito bom. Apenas 12,00 reais. Ótima opção se eu não tivesse prometido a mim mesmo não ler nem estudar nada nestes sete dias.
Outro livro que vi é um sobre a família Bin Laden. Pelo que pude entender o autor faz uma análise cínica sobre a fortuna da família de um dos maiores terroristas modernos e a sua alegada luta religiosa que, em verdade, não seria bem isso.
Interrompi as leituras para blogar. E agora vou para o café.
Mais informações, mais tarde, via Twitter.

URL curta para esse artigo: https://wp.me/pVtgW-e3

Publicado por Jorge Alberto Araujo

Jorge Alberto Araujo é Juiz do Trabalho e master em Teoria da Argumentação Jurídica pela Universidade de Alicante, Espanha. Titular da 5a Vara do Trabalho de Porto Alegre/RS.

Participe da discussão

3 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Jorge, você que é feliz!! Férias? Vou tirar somente uma semana para descansar! 😉 Achei graça você dizer “terrorista moderno”. Tá, eu entendi!
    Bom descanso! Beijus

    1. Luma,

      Nunca esqueco que uma vez li na parte de trás de um carrinho de papeleiro: “nao me inveje: trabalhe”.
      Brincadeiras a parte eu me dei estas férias porque eu as estava merecendo. Embora eu esteja de férias oficiais também na Justica, no Mestrado e na Universidade, eu tenho uma dezena de atividades pendentes (nao processos), e tenho que aproveitar as férias para dar conta.
      Assim serao apenas sete dias de descanso (perneando, na verdade) e logo a seguir retorno a labuta.

%d blogueiros gostam disto: