O Grande DitadorDia desses em uma lista de discussões da qual participa vi referência a uma tal de Lei de Godwin.

Curioso, me socorri do Grande Oráculo para descobrir ao que se referia, pois em se tratando de leis, sempre é bom ficar por dentro.

Claro que há leis que nada tem de conteúdo jurídico, como as leis da Física, que são muito mais estáveis que as nossas frágeis legislações. Mas isso já é outro assunto…

Lei de Godwin, embora não tenha tuuuudo a ver com o Direito tem muito a ver com um assunto que eu tenho me interessado bastante a argumentação, em especial a jurídica.

A lei diz respeito a discussões através de listas ou fóruns na Internet e diz mais ou menos o seguinte: quanto mais se alonga uma discussão através de um forum ou outro tipo de lista na web, as chances de se invocar a comparação do opositor ou de sua tese com as de origem nazista se aproximam de 100%.

Tem uma semelhança incrível com uma das táticas apresentadas na interessantíssima obra de Schopenhauer, que inclusive já referi por aqui, Como vencer um debate sem precisar ter razão, que é a denominada “rótulo odioso” (ob. cit. p. 174) e que diz o seguinte:

Um modo rápido de eliminar ou, ao menos, de tornar suspeita uma afirmação do adversário é reduzi-la a uma categoria geralmente detestada, ainda que a relação seja pouco rigorosa e tão só de vaga semelhança.

Saiba mais:

URL curta para esse artigo: https://wp.me/pVtgW-ay

Publicado por Jorge Alberto Araujo

Jorge Alberto Araujo é Juiz do Trabalho e master em Teoria da Argumentação Jurídica pela Universidade de Alicante, Espanha. Titular da 5a Vara do Trabalho de Porto Alegre/RS.

Participe da discussão

2 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Este rotulo odioso, todos usamos sem ter o merito da discriçao.
    Gostaria de indicar o livro “Made to Stick’ (”Ideias que Vencem”) escrito por Chip e Dan Heath, que demonstra quais as caracteristicas, uma ideia precisa ter para que perdure por anos, como exemplo John F. Kennedy, que mobilizava toda uma nação em discursos simples, surpreendentes, concretos, crediveis, emocionais e historicos.

    *Desculpe a falta de acentos!

%d blogueiros gostam disto: